1200_woman-running-on-road

Asma não impede prática de exercícios

Página Inicial Matérias Asma não impede prática de exercícios

Quem tem asma pode fazer exercícios físicos? A resposta dos médicos é que não apenas pode, como deve. A doença estando controlada, ou seja, sem crises, o paciente deve ter como meta diária ou, pelo menos, entre 3 e 4 vezes na semana, a prática de exercícios físicos. “Natação, corrida, musculação, enfim, não existe a modalidade ideal. A melhor é aquela que a pessoa esteja mais adaptada e que seja, ao mesmo tempo, prazerosa, caso contrário, o paciente não dará continuidade”, comenta José Leonardo Sardenberg, especialista da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

A asma atinge cerca de 20% das crianças do Brasil. São 2 mil mortes de adultos e crianças por ano, e a falta de informação é um dos fatores que mais contribuem para os óbitos por asma, doença respiratória que está entre as mais prevalentes do mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 235 milhões de pessoas sofram de asma no planeta.

Dr. Sardenberg orienta que as atividades esportivas sejam realizadas sempre ao livre, longe de alérgenos como ácaro, por exemplo.

Importante saber que qualquer prática de atividade física deve ser feita com orientação correta, que envolva profissionais capacitados. Porém, é preciso atenção: os exercícios físicos são contraindicados durante crises de asma.

A ASBAI

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia existe desde 1972. É uma associação sem finalidade lucrativa, de caráter científico, cuja missão é promover a educação médica continuada e a difusão de conhecimentos na área de Alergia e Imunologia, fortalecer o exercício profissional com excelência da especialidade de Alergia e Imunologia nas esferas pública e privada e divulgar para a sociedade a importância da prevenção e tratamento de doenças alérgicas e imunodeficiências. Atualmente, a ASBAI tem representações regionais em 21 estados brasileiros.

SAIBA MAIS

Twitter: @asbai_alergia

Facebook: Asbai Alergia

www.asbai.org.br

Com informações da Gengibre Comunicação / Assessoria de imprensa

Veja também: