otit-u-rebenka-simptomi-i-lechenie-bolezni_4

Como prevenir infecções de ouvido

Página Inicial Matérias Como prevenir infecções de ouvido

dra._jeanne_oiticica_300dpiPara os dias quentes, nada melhor do que se refrescar na piscina ou na praia. No entanto, é importante seguir algumas recomendações para aproveitar o Verão sem problemas de ouvido. O contato frequente com a água e a umidade no interior do canal do ouvido é um fator que pode predispor a infecções.

E quando a água está associada a outros fatores, pode desencadear sintomas. “Cutucar o ouvido com haste flexível de algodão pode ser a gota d´água. Se o mergulho foi no mar, pior ainda, pois, além da umidade e da água, temos a areia, que penetra no canal do ouvido. Esses fatores unidos potencializam as chances de infecção”, explica a médica otorrinolaringologista Jeanne Oiticica (FOTO AO LADO), Chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

No Verão, o número de inflamações e infecções aumentam, já que a umidade, o excesso de exposição à água e o suor quando acumulados no interior do canal do ouvido, uma cavidade parcialmente fechada, tendem a favorecer a proliferação de fungos e bactérias.

Segundo a especialista, a pergunta-chave é o que não se deve fazer. O fundamental é não introduzir nada no canal do ouvido, nenhuma haste, não cutucar, pois isso pode criar microfissuras na pele, o que desencadeia infecção. “Deve-se secar o ouvido com uma toalha felpuda, com o próprio secador de cabelo, ou pingando uma gota de vinagre incolor no canal. Caso nada disso resolva, procure o especialista em Otorrinolaringologia para resolver a situação de maneira mais adequada possível”, esclarece Jeanne Oiticica.

Os pais devem prestar atenção aos seguintes sinais, que sãos alertas da necessidade de procurar o especialista:

. Quando os sintomas não melhoram, mesmo após algumas tentativas de secar o ouvido;

. Quando há piora dos sintomas ou surgem outros associados, como dor de ouvido, sensação de ouvido tampado, otorreia (secreção que drena do canal do ouvido) e febre.

Com informações da Gengibre Comunicação / Assessoria de Imprensa

Veja também: